Voluntários fazem a diferença para pacientes de hospitais do Estado

Soliney Naiva
Há 1 ano
229
Maria das Graças leva mensagem de fé aos pacientes e familiares

Maria das Graças leva mensagem de fé aos pacientes e familiares. Foto: Valdo França /Governo do Tocantins

O Natal está chegando e essa a data desperta solidariedade e compaixão pelo próximo, mas, durante todo o ano, são esses os sentimentos que movem os voluntários que atuam nas unidades hospitalares do Estado. No Hospital Geral de Pamas (HGP), maior hospital público do Tocantins, 170 pessoas doam parte do seu tempo e oferecem carinho para quem está passando por momentos difíceis.

Um destes voluntários é a aposentada de 64 anos, Maria das Graças Carvat, que leva mensagens de fé para pacientes e familiares. “Comecei a atuar neste ano, mas o trabalho voluntário já estava no meu coração há muito tempo. Eu prometi a Deus que quando me aposentasse seria voluntária porque gosto de ajudar os enfermos. Se não tivesse sido professora eu teria sido enfermeira. Venho trazer calor humano e mensagem de fé sem abranger religião específica. Quando saio daqui sinto tranquilidade e um sentimento de ter levado apoio a alguém”.

A rotina do HGP conta com voluntários que trazem mensagens de fé e conforto, corte de cabelo, grupos de risoterapia e massagens para servidores que atuam nos setores que têm mais demandas na unidade.

Para a enfermeira Lisy Mota, que atua no Setor de Humanização do HGP, o voluntário desempenha um papel muito importante na rotina do hospital. “É uma forma tão grandiosa de ajudar, as pessoas não recebem nada por isso, vêm por vontade própria sem nenhuma obrigação. Elas saem do trabalho ou do convívio familiar para se dedicar a outra pessoa, dar apoio, alegria e, com isso, contribuir para melhorar a autoestima do paciente internado”, concluiu.

Segundo a diretora da unidade, Renata Duran, o hospital tem profunda gratidão a cada voluntário que traz carinho e atenção para quem tanto precisa. “ O HGP só tem a agradecer a estes voluntários que doam seu tempo, talento e fazem a diferença para muitas pessoas que estão no ambiente hospitalar”.

Como ser tornar  voluntário?

A enfermeira Lisy Mota explica que para ser voluntário, primeiramente, é necessário participar de um curso ofertado pelo HGP, que acontece duas vezes por ano. O próximo curso está previsto para março de 2017. O interessado já pode entrar em contato com o Setor de Humanização e se inscrever na lista de espera. O curso orienta sobre cuidados relacionados à segurança do paciente, normas de acesso ao hospital e como oferecer conforto por meio de visitas, celebração religiosa, atividades lúdicas, campanhas solidárias, oficinas de artesanato e suporte aos funcionários. Após a participação no curso, será emitido crachá para o voluntário iniciar as atividades no hospital.

Doações

O trabalho voluntário no Hospital Geral de Palmas também inclui campanhas de doações de produtos de higiene como fraldas, sandálias, roupas, produtos utilizados para ajudar pacientes e acompanhantes que estão internados. Muitos pacientes vêm de outros estados e chegam sem nada na unidade. O Setor de Humanização mobiliza a captação desses objetos, no intuito de oferecer uma melhor assistência aos pacientes e aos acompanhantes que necessitam.

Há também o projeto da Revisteca, que recebe doações de livros e revistas que são disponibilizados em alguns pontos do hospital, possibilitando um pouco de distração da rotina hospitalar.

As instituições ou as pessoas que desejam ser voluntárias dentro do HGP devem procurar a Coordenação de Humanização da unidade ou ligar no (63) 3218-7898.

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0
Tags:,

Veja Também:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação ou equipe do Aliança News”.

Deixe seu comentário

Comente no Facebook

Entretenimento