Kátia Abreu diz que Tocantins não foi criado para ser miserável e cobra ação para transformá-lo em base tecnológica de desenvolvimento

Edson Fonseca
Há 4 meses
41

A reunião ocorreu no sábado, 23, e, segundo a assessoria da senadora, reuniu mais de 500 pessoas de aproximadamente 30 municípios da região Norte, na chácara do ex-deputado, Raimundo Palito, em Araguaína.

“É preciso sentar as cabeças pensantes da politica, da classe empresarial, dos trabalhadores, das ONGS, dos movimentos sociais, de todos os seguimentos para construirmos um projeto de longo prazo para desenvolver o Tocantins. Esse projeto deve incluir o pilar mais importante, o de transformar o Tocantins em um Estado de base tecnológica, pois não somos um estado só da agropecuária, nós temos o minério, temos turismos, temos áreas enormes para agricultura irrigação e temos grande potencial de produção de energia limpas, como a fotovoltaica, energia solar e das placas solares. Nós podemos ser o maior fornecedor de energias do Brasil, o maior da América Latina em fornecimento de energia solar. Temos 30°C de sol de isolação e calor em nosso estado, grande potencial. Vamos voltar o Tocantins para a vocação que ele foi criado pelo ex-governador Siqueira Campos e por todos nós, para o desenvolvimento e para a felicidade e o bem-estar das famílias”, confia à senadora.

Kátia Abreu foi taxativa ao fazer um histórico sobre as gestões estaduais dos últimos 10 anos e defendeu a legalidade em todos os âmbito da sociedade.

“Eu não quero aqui fazer um discurso moralista do bem contra o mal, mas ser honesto, ser legal e ser digno não é bandeira de ninguém é obrigação de todos os brasileiros. O que o nosso estado precisa é voltar para o caminho para o qual ele foi criado. Lembram–se da energia das nossas famílias que chegavam de outros estados? Das obras que tomavam conta do nosso estado? Hoje o que está faltando para o nosso Tocantins é projeto de vida, as famílias não podem planejar suas próprias vidas e nem a vida de seus netos, porque nos últimos 10 anos vivemos a insegurança jurídica da cassação e renúncia de governantes”, Lembrou a senadora.

Share on Facebook15Tweet about this on TwitterShare on Google+0
Tags:, , ,

Veja Também:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação ou equipe do Aliança News”.

Deixe seu comentário

Comente no Facebook

Entretenimento