“Chega de Rivotril”, diz Dr. Drauzio Varella. Consumo de medicamentos tarja preta para dormir preocupa. Veja o que é indicado.

Edson Fonseca
Há 8 meses
414

No ano de 2004, há mais de dez anos, foram vendidas 400 mil caixas de Rivotril (medicamento usado para dormir) no país. Em 2013 o número foi de 5,7 milhões de caixas. O Brasil é o campeão mundial em vendas desse medicamento no mundo e, além disso, o rivotril é o segundo mais usado aqui. Mas ele é um remédio tarja-preta, que deveria ser receitado por psiquiatras. O problema é que ele acaba sendo indicado por qualquer médico quando algum paciente reclama de dificuldades para dormir. Essa droga, assim como o Diazepam, funciona perfeitamente, o problema é que elas induzem tolerância, ou seja, o paciente acaba se tornando dependente do medicamento. O efeito é diminuído e com o tempo, como fazem as drogas psicoativas, o paciente acaba aumentando a dose da droga.

Drauzio Varella é médico cancerologista, formado pela USP. Nasceu em São Paulo, em 1943. Foi um dos fundadores do Curso Objetivo, onde lecionou química durante muitos anos. É famoso por apresentar quadros sobre saúde no programa “Fantástico” da Rede Globo, e hoje mantém um canal no youtube com mais de 300 mil inscritos. “Dormir é uma coisa normal, você deita, demora um pouco e pega no sono. Esses indutores do sono fortes são remédios perigosos porque tornam a pessoa dependentes dele”, disse em entrevista. A solução está no natural, naquela “receitinha de vó”. “As saídas químicas nunca são a melhor solução, exatamente pelo risco de causar dependência a longo prazo e induzirem o paciente a, inclusive, procurar por outras drogas”, finaliza.

Chás e remédios com ervas e ingredientes naturais são o que há de mais indicado pelos médicos. Sua vó tinha razão com um chá de camomila, por exemplo. “O chá de camomila contém um aminoácido que relaxa o sistema nervoso e atua como tranquilizante natural. Como alternativa à camomila ainda existem outras plantas com efeitos semelhantes como é o caso da passiflora e da erva-cidreira”, comentou o médico. Qualquer chá tem uma preparação fácil. Basta colocar água a ferver, juntar um pouco da planta da qual pretende fazer o chá e esperar entre 5 a 10 minutos. Quando servir o chá, se achar que precisa de juntar algo para adoçar (como é o caso do açúcar), é aconselhável que use o mel no lugar do açúcar.

Remédios naturais, como o Sonitax, são a melhor indicação que um médico pode dar para seu paciente, segundo Doutor Drauzio. “O Sonitax não causa dependência e ajuda para uma noite bem dormida. São todas as receitas de vó juntas em uma pílula e pontencializada. Se é necessário a utilização de medicamento, o Sonitax é a melhor opção”, destaca. O remédio conta com Camomila, Ananas Comosus, Magnésio, Psyllium, Valeriana e óxido de Titânia, produtos totalmente naturais. O medicamento acalma e relaxa antes de dormir, não tem contra indicação e não precisa de prescrição médica, o que autentica sua naturalidade. Usuários confirmam a eficácia do produto: “Mesmo muito nova, já comecei a ter problemas em pegar no sono e acordar bem disposta. Meu médico recomendou Lexotan, mas acordava meio Grogue. Sonitax foi a salvação, por ser natural não notei nenhum efeito colateral e consegui dormir relaxada e acordar me sentindo bem durante a manhã. Hoje em dia já tento comprar o máximo de frascos pois sei que não é sempre que tem em estoque”, contou para a redação Ana Carolina, de 26 anos.

Composto apenas de extratos refinados de ingredientes totalmente naturais, o produto promete restaurar a homens e mulheres a noite de sono, eliminando qualquer transtorno do sono e a insônia. Segundo a empresa responsável, MaxFórmula, mais de cinquenta milpessoas já foram atendidas e o índice de satisfação é de 97%.

Share on Facebook8Tweet about this on TwitterShare on Google+0
Fonte: G1
Tags:,

Veja Também:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação ou equipe do Aliança News”.

Deixe seu comentário

Comente no Facebook

Entretenimento